De….

Sentimentos vãos

De seres vãos

De inferiores desejos

De menores virtudes

De grandes erros

De passados distantes

De presentes angustiantes

De humanidade exarcebada

De santidade intocada

De querer ser algo

De saber não ser

De perceber não conseguir

De quase desistir

De amargo da derrota

De não querer ser assim

De lutar guerras

De vencer egos

De perder ecos

De não se encontrar

De não entender

De abafar

De quase render

De calar

De aceitar, enfim

De permitir e resignar e,

De seguir….

Anúncios

Sendo inverno

inverno-1870

Eu hoje estou  inverno.

Minhas flores fecharam, minhas folhas secaram, minha grama queimou.

Estou sendo beijada pelo sereno gelado da saudade.

O vento do tempo, agora, resolveu sacudir meus galhos magros e ressequidos.

Nesse momento, o sol ilumina e tenta dar energia, a terra tenta dar nutrientes, minhas raízes se retorcem em busca de alimento.

Mas é inverno, tempo de olhar pra dentro, tempo de buscar a energia e a luz dentro de nossa própria seiva.

Chegada a hora de curar feridas, de deixar o velho cair e secar, se preparar para a primavera que vai chegar.

Hoje é saudade, frio e interno. Amanhã é presente, esperança e cor.

Hoje sou inverno, amanhã serei primavera.

E que os anjos digam “Amém”!

 

cropped-2_flat_logo_on_transparent_234x75.png

Foi escolha

Não foi o sangue que fez o pacto

Não foi o útero que fez o parto

Não foi a criação que fez a união

Não foi a convivência que deixou tudo na conviniênciaIMG_1354

Foram as escolhas, foi o querer, o aceitar e principalmente o amar que nos fizeram amigos

Irmãos de alma.

Feliz dia, família que Deus me deu e a vida ajudou a construir.

Espelho

espelho4

Aquele momento que a gente olha e se vê.

Viramos espectadores de nossas próprias histórias. Aquele olhar de fora e sem reconhecimento.

“Afinal, que vida é essa que to levando? Quem é esse aí? Essa vida não é minha!”

Mas é sim! É tanto que te dói. Porque quando você olha e enxerga o espelho da realidade, ele te machuca. Machuca ver suas dúvidas, seus medos, seus erros, suas consequências.

Dói aceitar que não somos nem metade do que sonhamos ser. Do que desejamos ser. Do que acreditamos ser.

Contudo dor existe para ensinar, para moldar, para fazer crescer. De tudo isso, da vida que parece ser outra, do protagonista que parece não ser nosso, tiremos o material que nos fará, um dia, ser aquele que ansiamos ser. Um dia que pode não ser amanhã, mas será um dia.

A eternidade é feita das reticências diárias, das lutas internas, das reformas íntimas.cropped-2_flat_logo_on_transparent_234x75.png..